Bem-vindos à nova dimensão... seqüenciador de sonhos online.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Abismos… *do alto da Torre da Esperança*

Dos desgastados parapeitos, ele observava. Lorde Addam Abria um sorriso canhestro, os olhos perdidos no horizonte, em direção ao abismo que abrira-se ao norte. Sua bainha vazia, ele podia acompanhar o brilho da própria lâmina às mãos do anjo que mergulhava por tantas vezes em meio às sombras que lá residiam. Lado a lado, Troll e nobre podiam sentir as vibrações, os tremores que cada golpe do ser alado fazia chegarem até as fundações do Palácio Elétrico.

***

Pela primeira vez em tanto tempo, suava. O anjo sentia seus músculos retesarem-se a cada golpe e o vibrar da lâmina percorrer a carne de seus agressores como se fossem de papel. A cada girar, o brilho da lâmina arrancando um novo grito. O rosto dele irreconhecível, enquanto urrava naquelas investidas.

O abismo, que proverbialmente olhava-o de volta, estremecia como se cada ser que sangrasse fosse parte dele. Não esperava tamanha força, àquele reino. Suas sombras houveram presenciado a luz daquele ser alado, antes, mas jamais haviam percebido o que se escondia por sob as penas brancas. Ele trazia a ameaça que sempre fôra sua, mas que por tanto tempo precisara manter escondida.

Não tinha a fúria incontida e temerária do Rei Troll, muito menos a sutileza sádica de Lorde Addam. Todo o tempo, estivera ali aquele anjo, mero observador, sem nome ou alcunha. E quando finalmente se desprendera do topo do pináculo elétrico, para defender os portões nucleares da fortaleza, abandonara mais uma máscara, para vestir outra.

E a cada golpe incontido, o príncipe do Vale das Lágrimas retomava toda a dor de que se lembraria. Trazendo dessa memória, seus mais sinceros sorrisos.

Celebra o Palácio, já que não importam as batalhas, quantas tenham sido ou quantas virão, o tempo que passou sempre inspira o que passará.

Moloch_by_EnferDeHell
Moloch, de ~EnferDeHell no deviantART.

4 comentários:

Tyr Quentalë disse...

Eis que surge o Príncipe do Vale das Lágrimas, que há tempos sussurra seu nome em meio às sombras, onde poucos são capazes de ouvir, onde poucos conhecem tamanha ferocidade e o guerreiro existente nele. Eis que a luz em meio às trevas, não vem apenas daquele que primeiro se rebelara, mas também de outros que mostram tamanha força em seus corpos, mentes e almas.

A Senhora disse...

Que o seu anjo abra suas asas e longe de mostrar domínio, mostre e lembre sempre o amor profundo que existe entre vocês.
Parabéns pela data!

beijos, nino!

iaiá disse...

e faço das perfeitas palavras da mi, os meus votos tb!
muitas saudades...bj

Wagner Marques disse...

que irado!