Bem-vindos à nova dimensão... seqüenciador de sonhos online.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Subversão é sabonete I *ecoa a risada de Tyler Durden*

De que vale a biologia, àqueles que não se deixam ser belos?
O que têm vocês na cabeça, que lhes faça valer seus corpos?

Me desculpem os feios, mas a beleza é sim legal.
Me desculpem os burros, mas cabeça é fundamental.

5 comentários:

Bridget Jones disse...

Queres sinceridade Doutor Troll?

Acho que este fragmento nos insinua muitas coisas não é mesmo? Esta coisa psicanalítica que o doutor tem me faz sempre sair daqui meio pensativa...

Nem kierkegaard, nem Shoppenghauer...

Doutor Troll na cabeça!
Beleza é sim, legal! Cabeça é fundamental... Ta ecoando aqui*

Nanda Nascimento disse...

Interessante quando diz: àqueles que não se deixam ser belos?
A beleza é um conjunto, uma harmonia de fatores que tem que está em sintonia, muitos não se permitem assim ser.E realmente, têm muita cabeça vazia por aí, não fazendo merecer seus belos corpos!

Ps: Gostei do seu comentário, no jardim, bela história.

Beijos e flores!!!

Tyr Quentalë disse...

rsrsrs eu podia fazer algum comentário interessante ou então uma réplica a altura, mas o que seria beleza para ti meu amado Troll?
Sabes bem que a beleza para mim, é algo que foge dos padrões das revistas de estéticas, pois vejo as modelos com suas belezas supérfluas, tornando-se feias justamente por não terem nada à cabeça. Então o que é belo, e o que julga-se feio, pois o feio para mim, são as pessoas com as almas sombrias, com as mentes que preferem ficar alheias e não buscar. Ah! meu doce e amado Troll, tanto posso julgar por tuas palavras, rsrsrs. Te amo meu estrategista e guerreiro.

Paola a Estranha disse...

Troll, concordo com a Tyr!

Abraços

Troll disse...

DRA BRIDGET:
Gosto de escrever para fazer pensar, um pouco, mas sem quaisquer pretensões grandiosas. Jamais me equipararia a tais psicólogos e mestres das mentes, sequer tenho o estudo para tal. Mas agredeço imensamente suas visitas e comentários e fico feliz em conseguir o q me proponho: fazer pensar.

NANDA NASCIMENTO:
Conheci muitas pessoas belas e feias e tantas outras feias e belas. A diferença não é nada sutil, mas me chateia demais ver que muitas das pessoas mais bonitas que já encontrei não viam isso no espelho, não acreditavam em seus próprios sorrisos como a maior beleza que poderiam ter, acima de tudo. E é tão gostoso se descobrir belo!

TYR QUENTALË:
Que dizer? Que responder à beleza mais resplandescente com que esse mundo já me presenteou? Como consegue ainda vir perguntar-me o que é a beleza para mim, tamanha a devoção destes olhos e destas mentes a ti, minha barda tão amada, minha esposa distante? E quem melhor para desvendar as minhas palavras, quando tantas delas parecem surgir aos lábios e dedos em dedicatórias a ti. A aquela por quem esse blog foi criado em segredo e crescendo em francas e abertas declarações de amor? Minha rainha, a ti todos os toques e beijos que gostaria de dar seriam bem pouco. A vida passará e declarações como esta jamais dirão o suficiente.

PAOLA:
Bem-vinda à fria caverna do troll, caríssima, e é um prazer recebê-la. Fique perto do fogo, no entanto, pois as sombras daqui pescam os homens. Onde o mundo astral faz-se mais uma vez carne. Onde o sangue corre frio. Mas não tema... palavras não podem ferir, afinal... ou podem? *rs*