Bem-vindos à nova dimensão... seqüenciador de sonhos online.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Religare

Estavam os sacerdotes, ali, todos com as mesmas roupas, os mesmos trejeitos e os mesmos olhares. O ritual começara, o círculo de homens se aproximando do altar cheio de escrituras, marcas e previsões horrendas. Repetiam mantras uns para os outros e para si mesmos, sem nenhuma conclusão ou resposta… apenas fé.

O altar lhes respondia, exigindo toda forma de sacrifícios e provas cegas de devoção. A cada mover daqueles desenhos, tudo ia tomando forma, mostrando um caminho. A saída que eles e os seus precisavam. Como toda trama divina, não era diferente que haveriam decisões difíceis dali em diante. Se entreolhavam, os membros daquele clero, antes de começarem a dividir tamanha responsabilidade.

Saíam dali, cada um com uma missão. Precisavam salvar um mundo em que todos lhes eram fiéis. O último deles estendendo a mão para o altar… desligava o viva-voz.


Business As Usual, de ~2dforever no deviantART.

8 comentários:

Cackau disse...

Só a fé, para fazer as pessoas seguirem e serem mais confiantes.

,)

Troll disse...

CACKAU:
Mas de vez em quando a fé me assusta, de tão cega, caríssima. Admito.

Valéria Sorohan disse...

Existe uma alegria e sabedoria única na fé.

BeijooO'

Dan² disse...

ótimo texto...
lembrou o Duelity de certa forma!

Bia Maia disse...

Andar com fé eu vou...que a fé não costuma falhar...

beijos,

Bia

Troll disse...

VALERIA:
Às vezes me ponho a pensar longamente sobre isso. Sobre essa alegria.

DAN:
Duelity é um vídeo realmente impressionante. Esse texto veio disso e de uma percepção que tive recentemente, do quanto algumas noções de economia parecem precisar de um pouco de fé.

BIA:
E que não falhe nas piores horas, não é isso?

Tyr Quentalë disse...

seus textos andam uma mistura de imaginativo com a realidade que anda vivendo. acho que é por isso que anda tão difícil para eu comentar algo. Quando eles começam a empolgar, eles simplesmente morrem e matam toda a inspiração para escrever algo elogioso. é como se vc matasse toda a magia. Bom... é isso.. falei.

Troll disse...

TYR:
Isso meus textos sempre foram, minha cara. Talvez antes a realidade contida neles fosse apenas mais sutil.
Prefiro das tons de sutileza à magia, agora. O mundo merece ser visto cru, de tempos em tempos. A realidade, no entanto, tem esse poder de ser real demais. *rs*