Bem-vindos à nova dimensão... seqüenciador de sonhos online.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Alçar… *da beira do precipício*

E se às vezes eu não souber de tudo?
Se mesmo tentando, eu nem puder fingir?
Se certas horas, perder forças e palavras?
Se, tão incerto, eu me esquecer de sorrir?

Me ajuda a lembrar?
Me faz esquecer?
Me ensina a lutar?

Não…
Nunca foi meu papel, te levar nas costas.
Mas eu lambo as suas feridas.

Vai ao menos entender?

Sim.
Todos podemos fraquejar.
Mas não nos deixar abater.

Todos temos asas…
… só nos falta ver.


wings, de ~johnfuller no deviantART.

8 comentários:

Macaires disse...

Desenvolvemos sentidos e habilidades, as quais nem sabemos que podemos e voar é uma delas, mesmo que seja alçar vôo à beira do precipício, o bater das asas sempre compensa!

Um beijo, meu caro!

Troll disse...

MACAIRES:
Por vezes, é preciso saltar sem olhar pra baixo. Fechar os olhos, pra que essas asas abram.

Valéria Sorohan disse...

Arriscar sempre, isso é criar asas.

BeijooO'

Troll disse...

VALERIA:
Saber arriscar. Se jogar.

Bia Maia disse...

Puxa vida...que texto forte....fantástico!Muito bom mesmo e me fez refletir bastante aqui...
Não temos que carregar ninguém nas costas mesmo...
Achei lindo quando escreveu:Tuas feridas eu lambo...senti um carinho grande ...
E somos TODOS seres ALADOS e temos um PODER de voar tão imenso...pena que muitas pessoas não tem noção disto...
Creio que na verdade, enxergamos nossas asas quando passamos por dificuldades...quando sentimos que não há mais jeito...aí sim, nossas LINDAS e FORTES asas aparecem...como que num passe de mágica, e nos permitem VOAR...e só voando, é que conseguimos enxergar melhor...

Já dizia Fernão Capelo Gaivota: Enxerga mais longe, a gaivota que voa mais alto...

E SIM:


"Todos podemos fraquejar.
Mas não nos deixar abater."

Afinal de contas nos foi dado um presente maravilhoso um dia: A VIDA!!!!

parabéns!!!

beijos em seu coração e lindo final de semana para ti!!!

Bia

Troll disse...

BIA:
Fiquei embevecido lendo seu comentário, minha cara, já que sempre escreves tão bem. Mas sim, gosto de crer que todos temos asas para abrir, e falta-nos ver. Que todos somos seres maiores. Quer todos podemos crescer, caindo.

Tyr Quentalë disse...

Sensação de Deja vu

Troll disse...

TYR:
Por vezes, os temas recorrem... mas a cada abordagem, há novas descobertas.