Bem-vindos à nova dimensão... seqüenciador de sonhos online.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Randomicidades *murmúrios do Andarilho*

Aproximem-se, aproximem-se, inquiridores! Venham e contemplem, pois a bola de cristal da sempre deliciosa Van veio clamar por seis segredos do Rei deste Palácio Elétrico. Observem à fogueira, o crepitar da lenha que estala em revelações. Atentos, meus amigos, busquem os sussurros do vento. Aqui, todos nós, sob a copa onisciente da Árvore da Decisão.

Não estranhem quaisquer desses seis fatos... ou outros tantos estranharão vocês.

 

1 - No terceiro ano do segundo grau eu soltei a voz no festival do colégio (Fest&Art) junto com duas colegas de classe, para cantar "Stand by me". Isso me rendeu uma stalker, que pegou meu telefone com algum amigo na platéia e ficava me ligando em casa pra atentar-me o juízo. Demorei a criar coragem para ir encontrá-la, mas eventualmente cedi à curiosidade. Não me arrependo nem um pouco.

2 - Já perdi tanto sangue, em um incidente entre um prego de construção e o meu pé esquerdo, que tiveram de ligar uma veia do meu pai direto à minha, para uma transfusão de emergência. Já quebrei tantos ossos tantas vezes que acho que gesso corre no meu sangue.

3 - Minha barba tem histórias que vão desde a expressão "Jesus Cristo exagerou na Santa Ceia" até o espanto "Que coisa mais esquisita, rapaz! Tem partes da sua barba que são ruivas. Coisa de vira-lata, isso." Transferi minha vaidade e cuidado do cabelo para a barba, o dia que notei a calvície avançando um pouco demais, pra minha idade.

4 - Comecei a ler muito cedo. Meu irmão e uma prima tiveram a idéia de querer me alfabetizar assim que eu comecei a falar. Minha professora do C.A. me arrumava livros infantis pra ler, enquanto os outros alunos aprendiam o abecedário. Aos 11 anos eu comecei a atacar a coleção completa de Júlio Verne, da minha mãe. 20.000 léguas submarinas é um dos grandes livros da minha vida.

5 - Sempre que posso, fujo do Rio de Janeiro no carnaval. Não suporto o trânsito, não gosto de samba, não é o meu tipo de festa. Há poucos anos, no entanto, tive algum tipo de crise e quis sair pela rua pra procurar um bloco e ver se me divertia. Num batuque mais forte, quis crer q era rock e comecei uma rodinha. Voltei pra casa convencido a odiar carnaval um pouquinho mais, no ano seguinte.

6 - Não importa o quanto eu chie de estar trabalhando demais, não seria tão bom de qualquer outra forma. Workaholic, com certeza, mas ainda prezo pelo meu tempim. Faço questão de tirar a hora e meia do meu almoço sem pentelhações e problemas outros... a menos que esteja em cliente. Aí, não dá pra saber quando eu posso (e quero) parar. Adoro o quanto minha abordagem transparente, no trabalho, me torna praticamente imune às picuinhas de gente pequena.

 

E assim, senhoras e senhores, este vagante deixa as chamas se fazerem brasas, ouvindo os passos pesados da Besta que afasta-se de volta, até os portões nucleares e de volta para seu trono. Não percam-se por tempo demais, nestas palavras. Sob o olhar deste Andarilho, seis fatos são bem pouco... como 101 tbm o foram, antes.

Sob a copa da Árvore da Decisão, despeço-me.

12 comentários:

A Senhora disse...

Fiquei arrepiada com a história do prego e ri com o gesso na veia! kkkk

o prego eu já sofri a experiência, mas não tão traumática. mas nunca, nunca, em todas as minhas peraltices, quebrei um osso sequer! era o meu sonho! :)))))

Van disse...

Hmmmmmm......
Interessantes os teus 6 segredos confessos. E obrigada pelo "delícia" quando se referiu à minha pessoa.
kkkkkkkkk
Beijucas moço da barba.
Pensa pelo lado positivo: pelo menos até agora ninguém te chamou pra integrar o grupo "Los Hermanos".......
Bem, eu acho isso super positivo!
kkkkkkkkkkk

Beijucas

Sisa disse...

Lembrei enquanto lia de um incidente com um prego e minha coxa (e injeções anti tetânicas, arghhh) e um portão enferrujado e meu calcanhar (urghhh). E quanto à parte de ler, me identifiquei de certa forma também. Aprendi a ler sozinha, e sempre estava bem na frente dos coleguinhas. Uma vez uma professora falou que eu tinha que calar a boca porque estava atrapalhando a amiguinha. Como eu ia adivinhar, com 10 anos, que não era todo mundo multitarefa? Como eu ia adivinhar que não era todo mundo que conseguia ler, conversar e prestar atenção na professora ao mesmo tempo? :oP

Com o tempo, como diz mamãe, meu QI embotou. Agora estou mais perto do "normal" que do "especialmente inteligente". Mesmo assim admito sem falsa modéstia que ainda tou acima da média.

Troll disse...

MAMA:
Meu ortopedista já olhava pra minha cara e perguntava "o q vamos engessar dessa vez?" *rs*

VAN:
Eu não chego a ter aquela barba deles, não, tá? Pelo contrário, mantenho-a sempre rente e bem aparada, q é muito elegante. ;-)

SISA:
Eu me acho meio retardado e um tanto "loiro" (leia-se: burrinho) de vez em quando, sinceramente. :-D

Tyr Quentalë disse...

Histórias que desconheço e reconhecendo uma ou outra parte, eis seis segredos um tanto quanto interessantes.
é Sempre bom conhecer-te um pouco mais, meu caro.
E sempre é bom poder vir aqui, observar o que acontece pelo palácio.

Van disse...

kkkkkkkkk
Isso é bom. Porque aquelas barbas, afff! Pelas barbas do profeta, ninguém merece!!!!
kkkkkkkkk
Beijucas mais.

Miguel Barroso disse...

Interessantes segredos


Abraços d´ASSIMETRIA

DO PERFEITO

Troll disse...

TYR:
Existem tantos mais segredos, sob tantas máscaras, caríssima. Sempre haverão.

VAN:
Aquelas barbas q dão cara de sujo eu jamais teria. :-D

MIGUEL:
Sempre um prazer ter-lhe a visita, meu caro. Abraços.

Tecnenfermaginando disse...

nossa! isso é lindo!

Escrevendo na Pele disse...

Hummm, gosto do jeito que você escreve. Mui curioso!! Ah, samba e carnaval?? Tô fora, detesto esse requebrado suado. Gosto do teu rock!! Bjs.

Escrevendo na Pele disse...

Já entrei no seu blog só para escutar as músicas!! Showzaço!!

Troll disse...

TEC:
Bom que tenhas gostado do post, caríssima. Espero q volte sempre.

ESCREVENDO:
Pois é, samba e carnaval estou totalmente fora. Ainda bem q mais lugares para roqueiros têm começado a surgir pelo Rio, para os alternativos de plantão. ;-) Ótimo que tenha gostado tanto da trilha sonora deste humilde palácio, caríssima.